Obama, o primeiro presidente gay.

A capa da Newsweek dessa semana está genial, como vc pode ver aqui abaixo.
Obama gay friendly.
Na semana que o presidente americano Barack Obama sá seu apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, ou como eu prefiro escrever e dizer, casamento gay, a sociedade americana ficou de cabelo em pé.
Os Eua são um país careta, bunda mole, preconceituoso, todo mundo sabe disso.
Um presidente deles, negro e apoiando a causa gay, é um absurdo.
Muitos dizem que isso foi uma manobra eleitoreira, que Obama concorre a reeleição esse ano e como não está bem nas pesquisas, usou desse subterfúgio.
Se é ou não acho que não vamos saber, o que importa é o quanto uma declaração dessas faz para um “problema” que é esse assunto por lá.
O casamento gay é de alçada dos estados, não do governo federal. Isso quer dizer que o Obama não resolve nada, mas sua opinião tem peso.
Enquanto isso, por aqui, a nossa presidenta, com todo o seu jeito “durão”, poderia sair do armário nessa questão, né?
Que ano que ela vai concorrer a reeleição aqui mesmo?

Anúncios

O anúncio gay da GAP.

Todo mundo sabe que a GAP é a Hering dos EUA.
Só que a diferença é qua ao invés de usarem os atores globais por aqui, os caras por lá são um pouco mais ousados.
Como por exemplo na campanha nova deles, “Be Bright”, esse outdoor visto em Los Angeles, bem friendly, e o título ótimo, “Be One”, com os dois modelos lindos usando a mesma camiseta.
Way to go, girl!